ORIENTAÇÕES BÍBLICAS PARA O LAR

             1. -  Jesus, levou as enfermidades de nosso corpo sobre si?

             2. - Entendendo as revelações

                    3. – Aprendendo com a pergunta

                   4 - O Imperio da idolatria.

                   5 - Mensageiro em Apocalipes é o Pastor?  

                  6 ~ Doutrina dos Homens

                                                         Jesus, levou as enfermidades de nosso corpo sobre si?

Antes de responder tal pergunta, forçoso é que meditemos bastante no que a palavra nos ensina; Em Isaias 53:1-11, temos um trecho bíblico, muito usado por pregadores que tentam passar para os menos esclarecidos da palavra de Deus um informação que não é verdade, vamos analisar o trecho biblico?

53:1 - Quem creu em nossa pregação?

Vemos logo que o profeta começa por fazer uma pergunta a respeito da crença; esta crença em outras palavras, ele a descreve no verso 2. Vamos colocar o seguinte, o Judeu creu na nossa pregação, ficou sabendo que o messias prometido, estava ali como a serpente do deserto? Jo. 3:14; porque Ele foi

           levantado perante eles(eles, os judeus), e como raiz de uma terra seca, a raiz, era Davi a terra era o

       o reino de Davi que já não existia, ou, se existia já, não tinha tanta importância assim, não tinha 

       aparência nem formosura: isto é; não tinha aqueles instrumentos tão necessários ao guerreiro, como tinha Davi, o escudo, a lança, a capa a armadura e etc.

53:3 - Era desprezado e o mais rejeitado entre os homens; homem de dores - em outras palavras; era um homem comum, sujeito as mesma fraquezas que eles(judeus); e como um de quem os homens escondem o rosto, era desprezado e dele não fizemos caso(não fizeram caso os judeus); claro diriam os Judeus, nós estamos esperando um novo Davi, o herdeiro do reino e da bravura de Davi, um Rei que se imponha a Roma e mostre que em Jerusalém existe homens de guerra, esse ai(Jesus) numa Cruz, com um pano qualquer amarrado à sua cintura, com uma coroa de espinho e os soldados de Roma o escarnecendo, pode ser considerado herdeiro de Davi?

53: - 4, certamente Ele tomou sobre si as nossas enfermidades e as nossas dores levou sobre si;e nós o reputávamos por aflito , ferido de Deus e oprimido. - Aqui estar o versículo chave da sua pergunta, vamos analisar, com outras palavras: Veja que o profeta diz o seguinte: toda enfermidade que era nossa, ele tomou sobre si, aqui cabe as seguintes perguntas: que enfermidades; e o que significa "as nossas" ora, no inicio, diz: QUEM CREU; A QUEM FOI REVELADO? - 

 

     sabemos, que o judeu foi tomado por Deus lá da servidão do Egito, para uma terra fértil e boa para se viver, Dt. 8:7ou seja, um segundo paraíso, e o que fizeram os Judeus, foram obediente a Deus, preservaram a fé, continuaram fieis a Deus? Sabemos que Deus lhes havia dito que se Eles transgredissem, a terra lhes seria tiradas  Js. 24:20, por isto o profeta pergunta "QUEM CREU?"

Tal revelação foi feita ao povo judeu, ainda no deserto, na pessoa de Abraão, Gn. 12:7; 14, e de todos seus descendentes, houve algum que creu nisto? Foi isto que o profeta perguntou. Quanto as enfermidades, Deus disse ao homem, "mas da arvore do conhecimento do bem e do mal  não comerás; porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás. Gn. 2:17 - Aí estar a enfermidade do homem, não do corpo, mas da alma, e ali, fez Deus vestimenta para o homem e a mulher, como? Matando um animal, primeira morte, primeiro derramamento de sangue Gn. 3:21, ali, foi o homem mordido pela serpente, e portanto estava enfermo e condenado a morte Nm. 21:6-8, não creram no Deus de Israel, Deus único e poderoso, ante, acreditavam em qualquer instrumento que vissem, II Rs. 18:4, jamais, poderiam se ligar que Deus lhes dissera, que um descendente da casa de Davi, seu servo, que Era o próprio, que o Profeta, se dirigia agora, iria ficar com os seus pés feridos, Gn. 3:15, porém iria esmagar a cabeça da serpente, por isto Ele levou sobre si as nossas enfermidades, ou seja os nossos pecados, IICo. 5:21; Gl. 1:4. O apóstolo Paulo, quando estava enfermo, pregou o evangelho aos Galatas, Gl. 4:12-14, e quando Ele clamou a Deus, o que lhe respondeu o Senhor? A minha graça te Basta, II Co. 12:9, Então, diria Paulo, e Jesus, não levou sobre ele essa enfermidade? Você não acha que seria uma incoerência da parte de Deus,  servos de Deus tenha morrido de enfermidade, e eles não apelaram  para Deus, que o seu amado Filho já levara tais enfermidade sobre si?   

 

Para ter a certeza dos ensinamentos fajutas e mentirosos que estamos sujeitos a ouvir por pessoas que, ou não conhecem a Palavra de Deus, ou usam de má fé, devemos fazer como nos ensinou o Senhor Jesus, Examinai as escrituras, porque julgais ter nelas a vida eterna, e são elas mesmas que testificam de mim. Jo. 5:39, conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará Jo.8:32.

     Só mesmo quem conhece a Palavra de Deus, sabe que Jesus não levou enfermidade do corpo de ninguém, Ele levou sim, sobre seu corpo as enfermidades de nossa alma, enfermidades que nos legou nossos Pais, lá no Jardim.

 

Estamos aberto para qualquer critica ou para mais esclarecimentos.

Por Olavo.

 

www.Estudosbiblicosnolar.net

estudosbiblicosnolar@estudosbiblicosnolar.net

 

               

    

 

        

AO ANJO DA IGREJA...ESCREVE!

 

Gostei muito de sua explicação acerca do nome pastor encontrado em Efésios 4:7-11; porém, penso, que isto não anula que as igrejas tenham um pastor, porque em Apocalipse nos capítulos 2 e 3 o próprio Senhor mandou o apostolo escrever ao "anjo da Igreja", não seria ao pastor?

 

Em primeiro lugar quero lhe agradecer por visitar o nosso site.

Agora vamos tentar esclarecer a pergunta não só sua, mas, de muitas pessoas, que tem a mesma dúvida;

AO ANJO DA IGREJA.... escreve:

O que vem a ser a palavra anjo?

segundo o Aurélio, anjo; "Ser espiritual que segundo a teologia cristã, a hebraica e a islâmica, serve de mensageiro entre Deus e os homens"

Nos dicionários bíblicos, encontramos a mesma palavra definida como:

Literalmente, um mensageiro de Deus;

 a palavra é aplicada a Deus, aos homens, e a certos seres espirituais, cujos principais atributos são: força, sabedoria e poder(II Sm. 14:20, Sl. 103:20 e 104:4)

Quando encontramos no V.T.  a expressão "anjo do Senhor" ou de Deus, geralmente importa a presença de Deus em forma angelical( Gn. 16:7-11; 21:17-19; 22:11-16;31:11-13; Ex. 3:2-4; Jz. 2:1; 6:12-16 e 13:3-22)

A palavra anjo ou mensageiros, se refere aos homens, Lc. 7:24; Tg. 2:25; Ap. 1:20; 2;1. 8, 12, 18; 3:1, 7 E 14. E, em Ap. 8:3-5, é evidente que se refere a Cristo.

As vezes, anjo se refere ao espírito do homem Mt. 18:10; At. 12:15. Embora os anjos sejam espíritos, (Sl. 104:4; Hb. 1:14), o poder lhes é dado de se tornarem visíveis na semelhança da forma humana(Gn. 19:1comparado com verso 5; Nm. 22:22-31; Jz. 2:1; 6:11, 22; 13:3, 6; ICr. 21:16, 20; Mt.1:20; Lc.1:26; Jo. 20:12; At. 12:7,8)

A palavra é sempre empregada na forma masculina embora a idéia de sexo, nunca seja mencionada aos anjos(Mt. 22:30)

São muitíssimo numerosos(Mt. 26:53; Hb. 12:22; Ap. 5:11). O seu poder é inconcebível (II Rs. 19:35). Seu lugar é em torno do trono de Deus(Ap. 5:11; 7:11). A sua relação para com crente é a de espíritos ministrantes, enviados para exercer o seu ministério a favor dos que hão de herdar a salvação(Hb. 1:14) e este ministério, se refere especialmente à segurança física e bem-estar dos crentes (I Rs. 19:5; Sl. 34:7; 91:11; Dn. 6:22; Mt. 2:13, 19; 4:11; Lc. 22:43; At. 5:19; 12:7-10). Comparando Hb. 1:14 com Mt. 18:10, e Sl. 91:11, parece que este cuidado pelos herdeiros da Salvação começa na infancia e continua durante a vida toda. Os anjos nos observam (I Co. 4:9; Ef. 3:10; Ec. 5:6, um fato que deve influenciar a nossa conduta. Eles recebem os espíritos dos crentes que falecem Lc. 16:22. O homem é feito um pouco menor que os anjos, e Cristo na encarnação tomou por um pouco de tempo esse lugar inferior(Sl. 8:4 , 5; Hb. 2,6 e 9), para poder elevar o crente para a sua própria esfera acima dos anjos Hb. 2:9-10.

                                                     Explicação e resumo

Como nós sabemos, o Apostolo João, se encontrava preso na ilha chamada Patmos, Ap. 1:9, e como a Igreja Primitiva não ficava só em orações, também prestava assistência aos irmãos, com João não foi diferente, assim, as sete Igreja mencionadas em Ap. 2 e 3, mandavam também seus membros a visitar o irmão que se encontrava  retido ali pelo poder dominante dos homens, porque não é só ensinar e também praticar tudo o que a Palavra de Deus ensina e seguindo os seus exemplos, o apostolo, estava preso e portanto, biblicamente, seria necessario a visita dos irmãos, Mt. 25:35-36.

Ora, como o apóstolo, parece que era rotineiro, iria  receber a visita dos mensageiro das comunidades da igreja de Cristo localizada em vários lugares, o Senhor mandou que o apóstolo escrevesse  cartas destinadas a cada um dos mensageiro que a Ele iriam chegar .

Portanto, a nenhum Homem o Senhor Jesus constituiu para comandar a sua igreja, essa é comandada pelo Espírito Santo do Senhor enviado a todos quantos forem salvos  Jo. 14:16-17, é uma questão de parar e pensar, ora se todos pecaram e carecem da Glória de Deus, logo, não pode haver aquele que não pecou, "TODOS" pecaram, como pode um pecador igual a mim e a você ser o escolhido para conduzir o rebanho do Senhor, então ele não é ovelha? Então Ele não precisou do Sangue de Cristo?

Ora, se somos todos iguais perante o Senhor, Ec. 9:2, Rm. 3:10 e 14:4, não há porque ter um que seja superior aos demais, não há porque ter um que ganha salário da igreja e os demais membros não, volto a lhe dizer isto; Se existe o pastor da Igreja de Cristo, porque não consta na Biblia as condições necessarias para alguem ser um pastor como tem para bispos e/ou Prebiteros? Tt. 1:5-7 e I Tm. 3:1-7, volto ainda afirmar, que pastor homem ou mulher, é blasfêmia, e sacerdote do diabo, compare Mt. 24:5; com Jo. 10:11 e por fim com Jo. 10:16.

Creio ter respondido a contento sua pergunta, ali em  Ap. a palavra se refere aos homens que iriam visitar o apostolo, portanto, mensageiros da igreja local que levavam uma palavra de conforto enviada pelo demais membros, e que muito provavelmente, esta decisão de visitar fora discutida e aprovada pelo corpo de presbíteros das respectivas igrejas, nunca, jamais, por um só homem.

Caso ainda não esteja convencido, ou, ainda paire alguma dúvida e queira melhor esclarecimento, prontificamos-nos a lhe visitar pessoalmente, para un estudo mais profundo a respeito, entre em contato conosco pelo endereço abaixo ou por nosso formulário na página principal.  

estudosbiblicosnolar@estudosbiblicosnolar.net

Que Deus continue a lhe abençoar, para que voce tenha muitas perguntas e desejo de aprender mais de sua rica palavra

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

2. - Entendendo as revelações

                                      Entendendo as revelções

O Que se entende por: quando porém vier o que é perfeito então, ...

          Desde os princípios dos tempos, nos dias de Adão e Eva até o tempo dos apóstolos, Deus revelava, àquele que Ele chamava, o plano, passo a passo. À medida que Deus revelava, confirmava através de sinais, foi assim com Adão, Gn. 2:16-17; com Abrão, Gn. 12:2-3, com Isaque e Rebeca, Gn. 25:23, com Jacó, Gn.28:15-16. Diversas outras vezes o Senhor revelou seus planos aos seus servos, aos Patriarcas, a Davi e ao próprio Salomão e continuou revelando.  

A revelação mais surpreendente foi a que Moisés, Servo do Senhor, fez ao povo de Israel, Ele preparou o povo para o maior dia da humanidade, a vinda do Senhor, e Salvador Jesus Cristo.

Em Jeremias 31:10 e 16 a revelação ao seu servo, acerca do seu povo, era para algo que ainda iria acontecer muito tempo depois, falava ali, do cativeiro e da libertação promovida pelo Senhor. Deus prometeu fazer uma nova aliança com seu povo

           Preparando assim seu povo para a mensagem do Novo Testamento, Embora, o Senhor Jesus não lhes tenha dado tudo de   uma só vez, mas, fez ali também a promessa pela primeira vez do envio do Espírito Santo, (João 16:12-13).

 Esta mensagem, que seria a nova aliança que Deus faria com seu povo Mt. 26:27-28, começou com Jesus, mas que o Espírito Santo revelaria o restante do evangelho através dos apóstolos. Esta promessa foi, de fato, cumprida, e o evangelho foi completamente revelado e confirmado no primeiro século (Hebreus 2:3-4).

Numerosos grupos, ensinam, ou por maldade, ou, por ignorância,  que Deus tem revelado mais mensagens através deles, e ai que o inimigo realiza seu plano tenebroso de confundir para que a biblia seja desacreditada.

 Os mórmons, por exemplo, ensinam que Joseph Smith recebeu uma tradução inspirada de uma mensagem especial de Deus no século XIX. Esta mensagem foi escrita no Livro do Mórmon e em outros livros e ensinamentos da igreja Mórmon;

 Os Adventistas do Sétimo Dia ensinam  que Deus revelou mais de sua mensagem através de Ellen G. White nos Estados Unidos há 150 anos atrás;

As Testemunhas de Jeová, ensinam que a Sociedade Torre de Vigia é o servo de Deus através do qual o Senhor revela suas mensagens para hoje;

A igreja Católica, ensina que os pronunciamentos do papa são a revelação de Deus e que a igreja continua a desenvolver e definir as doutrinas do evangelho;

 Muitas igrejas Pentecostais, recebem , mensagens dos profetas e profetisas, que afirmam ser a revelação da vontade de Deus, geralmente o “pastor, ou Pastora” faz a pergunta: alguém tem entrega para fazer? Essa “ENTREGA” é segundo eles, a revelação de Deus e/ou do Espírito Santo,para determinadas pessoas. As pessoas que freqüentam centros espíritas dizem que recebem mensagens especiais de Deus através dos espíritos dos mortos.

A Bíblia não dar suporte a nenhuma destas baboseiras, nega todas estas afirmações. De acordo com o ensinamento das Escrituras, o Novo Testamento é a última revelação de Deus para o homem e não há mais revelações. Vejamos algumas afirmações das Escrituras.

Jesus prometeu que o Espírito Santo quando viesse, guiaria os apóstolos a toda a verdade (João 16:13).

O apóstolo Paulo disse não deixou de anunciar nada (Atos 20:27). O apóstolo Pedro, disse que Deus tinha dado todas as coisas que pertencem à vida e ao serviço espiritual (2 Pedro 1:3). O apóstolo João, afirma ao primitivos cristãos  que eles conheciam todas as coisas (1 João 2:20,27). Paulo, argumentou vigorosamente que havia perfeição em Cristo. Ele ensinou que Cristo contém todos os tesouros da sabedoria e conhecimento, toda a plenitude da divindade, a verdadeira circuncisão, etc. Cl. 29-10. Se a perfeição já estava disponível em Cristo no primeiro século, como pode ainda existir mais alguma mensagem para Deus nos revelar? Se as lideranças das denominações acima citadas, podem nos dar uma revelação posterior, então aqueles a quem Paulo escreveu em Colossos não foram realmente completos em Cristo.

As Escrituras que já foram reveladas no primeiro século, ainda não estava completa, pois ainda se fazia aqui e acolá um ou outro escrito para compor todo novo testamento porém já era suficientes para completar a alegria do cristão, mantê-lo longe do pecado, dar a ele o conhecimento da possessão da vida eterna, dar a ele a sabedoria para a salvação, ensiná-lo, repreendê-lo, corrigi-lo e instruí-lo na justiça, enfim, toda profecia se encerrava nela. (1 João 1:4; 2:1; 5:13; ITimóteo 3:15; II Timóteo 3:16). Através das Escrituras reveladas no primeiro século, o homem de Deus podia ser adequado e preparado para toda a boa obra (II Timóteo 3:17). O que mais poderia nos prover uma outra revelação hoje em dia?

Muitos templos, hoje chamados de “igreja” se pegam muito ao velho testamento, especialmente no que se refere a dízimos, pastores etc, desde que não contrarie seus interesses, e não despertam que os que viviam sobre o regime da lei, aceitavam o que a lei lhes dizia, no entanto, os da graça (igreja de Cristo) insistem em pregar as profecias e revelações, numa ousada declaração de que o que Cristo deixou, não é completo, não satisfaz à sua Igreja, Hebreus 7:11-14 mostra que há uma inseparável ligação entre a aliança e o sacerdócio de Cristo. Hebreus 7:15-28 mostra que o sacerdócio de Jesus é definitivo, indestrutível, eterno e final. Portanto, a aliança tem que ser permanente, imutável e final. Hebreus 13:20.

O sacerdote da Lei, entrava no templo para a oferta pelo pecado periodicamente sacrifício de Jesus foi um sacrifício feito uma vez e para sempre (Hebreus 9:26), ora se foi uma vez para sempre, como pode ser complementada com outras revelações  e a fé foi dada uma vez para sempre aos santos (Judas 3). Se houvesse necessidade de se renovar a fé continuadamente, teria que haver uma continuada oferta de Jesus, também. Mas na verdade, Jesus foi oferecido uma só vez; e o evangelho foi revelado uma só vez, também. Não existirá mais sacrifício; não haverá mais mensagens de Deus.

Ora a própria palavra, diz que, Deus se revelou muitas vezes e de muitas maneiras, mas então ele deu sua última revelação através do seu Filho (Hebreus 1:1-2). Por isto, não podemos aceitar, qualquer acréscimo  Pela própria natureza de Jesus, ao que Ele deixou para sua igreja, se assim não fosse Ele quando disse que estaria conosco todos os dais até a consumação do século ele certamente teria acrescentado; para lhes revelar outras coisas, ora, isto ele disse: ensinando-os a guardar todas as cousas que vos tenho ordenado, como então ele iria dizer uma cousa desta se não tivesse concluído tudo não poderia haver acréscimos nem modificações à perfeita mensagem que ele revelou através de seus apóstolos no primeiro século.

Mas muitos alegam que as profecias continuam porque Paulo fala delas, I Co. 14:1, com efeito, o Apostolo Paulo fala de Profecia, mas Ele se refere a pregação e ao ensino, leia o verso 3, na verdade, a biblia é a ultima palavra em profecia, pois nem um profeta desde o tempo de Moisés até João Batista, profetizou acerca das mansões celestiais, nem do arrebatamento de Igreja de Cristo  Note, com atenção, em I Coríntios 13:8-13. Paulo fala sobre três épocas neste texto. Primeiro, há o tempo em que a profecia era em parte, quando Deus estava revelando sua palavra pedaço por pedaço, vimos que Moisés revelou em Dt. 18:15 a vinda do Senhor, mas muito superficialmente, I Co. 13:9. Segundo viria um tempo em que as profecias cessariam, entretanto a fé e a esperança continuariam (versículos 10 e 13), e realmente o próprio Paulo nos esclarece isto em Rm. 5:1-2. Então, finalmente, quando Cristo retornar, a fé e a esperança também cessarão, pois não farão sentido mais, se já teremos o que nós esperávamos já não esperamos mais Rm. 8:24-25 e somente o amor irá permanecer. O tempo que estamos vivendo, é aquele que  não haveriam mais profecias, e por que isto? Por uma razão muito forte, além de tudo que foi dito de Senhor Jesus e sua perfeita obra redentora a época na qual temos o perfeito, que é o Novo Testamento. Deus sempre dirigiu a mente do seu povo para Cristo, no velho testamento, veja o que disse Moisés no versículo citado acima, e Cristo, nos levou para o evangelho como a consumação perfeitas do caminho para o pecado, logo, Ele nunca pretendeu que a revelação continuasse através dos séculos, mas sim, até que a mensagem do evangelho pelos apóstolos fosse dada por completo, como sabemos, até o apostolo Paulo escrever esta Carta aos Corintios, o novo testamento (o que é perfeito) não estava escrito e terminado ainda..

E o Apostolo Paulo continua,  Assim, pois, irmãos, permanecei firmes e guardai as tradições que vos foram ensinadas, seja por palavra, seja por epístola nossa" (2 Tessalonicenses 2:15). E também o Apostolo Pedro,  "Para que vos recordeis das palavras que, anteriormente, foram ditas pelos santos profetas, bem como do mandamento do Senhor e Salvador, ensinado pelos vossos apóstolos" (II Pedro 3:2). E Judas,  "Vós, porém, amados, lembrai-vos das palavras anteriormente proferidas pelos apóstolos de nosso Senhor Jesus Cristo" (Judas 17). Estas passagens são muito importantes. Elas indicam que o servo de Deus deve olhar para os profetas e homens de Deus no passado para ter a convicção de que Deus sempre fez tudo completo e não seria agora por intermédio de seu filho que Ele iria mudar, veja  a mensagem revelada pelos apóstolos e guarde-a, e não fique  à espera de mensagens vindouras.

Conclusão

Não podemos aceitar  revelação hoje, que não seja as que o Senhor nos deixou, ou diretamente, ou através dos seus Discípulos, lembre-se disto, se Jesus fosse ainda dar outras revelações, tenho certeza, Ele não nos deixaria na dúvida, aceitar revelações que não estar na biblia, é achar que Jesus é o imperfeito, como muito atribuem ao que Paulo escreveu em I Co. 13:9-10, pois o Senhor Jesus, jamais será aniquilado, porém ainda não tínhamos o que era perfeito(a biblia), agora temos, Graças ao nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, que vive e reina e reinará por toda eternidade, a mem . Devemos nos opor a qualquer mensagem que revele algo a mais ou alguma coisa diferente do que Deus falou no Novo Testamento.

 

Por.

Olavo.

estudosbiblicosnolar@estudosbiblicosnolar.net